Caminhar na areia: passos para uma saúde melhor

CAMINHAR a passos rápidos é considerado uma das melhores formas de exercício. Dizem que, entre outros benefícios, caminhar a passos rápidos aumenta o débito cardíaco, diminui a pressão sanguínea, melhora a circulação e a tonicidade da pele, e fortalece os ossos e os músculos.

Porém, como é do conhecimento de qualquer pessoa que já experimentou essa forma de exercício, caminhar a passos rápidos também cobra um pesado tributo dos pés: calos, bolhas e até mesmo lesões mais graves, que em geral resultam de se usar tênis de tamanho incorreto. Se você já sentiu dores nos pés, sabe quanto isso pode ser desagradável, às vezes uma verdadeira agonia. De fato, o estado de seus pés pode afetar a saúde de todo o esqueleto.

O melhor dos dois mundos

Você talvez não precise sofrer. “Estudos das populações que não usam calçados na África e na Ásia concluem que as pessoas que não usam calçados têm pés mais saudáveis, menos deformidades e mais mobilidade do que as pessoas que vivem em sociedades que usam calçados”, relata certo ortopedista. Assim, parece que você poderá ter o melhor dos dois mundos se houver um lugar em que possa exercitar-se descalço a passos rápidos. Aliás, isso é algo que se acha ao alcance de muitas pessoas: caminhar na areia seca de uma praia limpa ou em dunas de areia.

Um bom exercício com efeito massageante é caminhar descalço na areia da praia”, diz o The Arthritis Exercise Book (Livro de Exercícios Para Artrite), “especialmente quando a areia está morna. Caminhar na areia fofa e seca exercita cada músculo do pé, conforme o pé vai se ajustando à superfície irregular.” Além disso, caminhar na areia gasta quase o dobro da energia dispendida ao se caminhar na grama ou no chão pavimentado. Tente correr na areia seca e em pouco tempo perceberá o esforço que isso exige! “Certamente, caminhar a passos rápidos na praia seria um excelente esforço extra em programas para queimar calorias ou melhorar a aptidão fisiológica”, conclui o livro Exercise Physiology—Energy, Nutrition, and Human Performance (Fisiologia do Exercício: Energia, Nutrição e Desempenho Humano).

Assim, caminhar descalço na areia não apenas resulta nos benefícios de uma rotina de exercícios saudável, mas também ameniza o desgaste dos pés e das juntas. No caso dos que sofrem de artrite branda, reduz a dor causada por exercícios.

Uma palavra de cautela

Antes de correr para a praia ou duna de areia mais próxima, porém, não esqueça de tomar certas precauções: Certifique-se de que a areia em que você vai caminhar descalço seja razoavelmente limpa e que não haja objetos cortantes ou pontiagudos nela. Se você tem qualquer problema de saúde grave, como diabetes ou problemas cardíacos, deve consultar um médico antes de iniciar a prática de qualquer nova forma de exercício. E como se dá com qualquer programa de exercícios, comece a caminhar na areia devagar ou compassadamente, e daí aumente de forma gradual o ritmo com o passar das semanas. Isso provavelmente tornará sua rotina de exercícios mais segura e agradável.

Caminhar descalço na areia não é apenas divertido; pode ser o primeiro passo para você e seus pés terem uma saúde melhor. E quem sabe o que mais você talvez descubra na praia ou em águas rasas: conchas, peixinhos, pequenos eremitas-bernardos, todo tipo de pássaros e insetos. Então, fique atento e boa caminhada!


FONTE: https://wol.jw.org/pt/wol/d/r5/lp-t/101995163#h=1:0-11:312


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Faça parte da nossa lista de emails

Nunca perca uma atualização